beatriz @ 00:02

27/12/12

Mania de achar que tudo no fim corre bem, que as consequências serão leves, ou melhor, que o fim está para longe. Mania de apegar-me demasiado a quem não devo sabendo que há outro alguém na minha vida. Mania de querer ficar perto das pessoas. Mania de querer tudo e no fim, ainda, ficar sem nada. Mania de simpatizar "ah e tal tem uma carinha laroca e é querido", mania burra, errada e parva. Depois admiro-me que fique com o coração sei lá onde, com o coração a bater rápido e com medo do que possa acontecer, sabendo que algo tem que acontecer mais tarde ou mais cedo. Mania de não falar logo tudo, de preferir guardar com medo da reacção, para quê? para quê guardar se depois é pior? se depois as consequências são piores? burra burra burra, sou simplesmente isso. Mania que não devia existir e acabou. (mero desabafo)