beatriz @ 20:40

7/2/12

 Ele era diferente. Ele não gostava de futebol. Ele não queria conquistar coração nenhum. Ele era contra as ilusões. Ele chorava. Ele dava beijos aos amigos. Ele quando gostava, gostava de verdade. Sabem? ele era dos poucos que sabia a verdadeira dor de perder alguém que se ama, foi o que o fez tornar-se assim mas as pessoas chamavam-lhe nomes sem saber o que ele escondia.